A romantização de relacionamentos abusivos nas obras de ficção

É comum que as vítimas não consigam enxergar as problemáticas desse tipo de relação, por isso a discussão se faz necessária.

A ficção, muitas vezes, exerce o papel de trazer à tona assuntos que muitos de nós ignoramos, fazendo com que as pessoas enxerguem determinadas temáticas ou situações com outros olhos. Porém, existe um tema pouco debatido e, de certa forma, encoberto pelos veículos do audiovisual e escrita. Estamos falando de relacionamento abusivo. 

Transformando casais onde um (ou até mesmo os dois) é tóxico em algo romântico e exemplo para nossas vidas, a dramaturgia vem ajudando a esconder esse problema, já que muitas pessoas que vivenciam essa situação tendem a pensar que é normal a postura do (a) parceiro (a). Pensando nisso, trouxemos alguns casais shippados pelo público mas que são um grande exemplo de relacionamento a não ser seguido.

Damon e Elena (The Vampire Diaries)

Popular principalmente entre os adolescentes, The Vampire Diaries foi uma série de sucesso por um período, e grande parte da fama se deu graças aos casais — um em particular, Damon Salvatore e Elena Gilbert. Desde o primeiro episódio, conhecemos a personalidade difícil (o mínimo, por assim dizer) de Salvatore.

Apesar de ser explosivo, temperamental, violento, egoísta e, em diversos momentos da trama, se mostrar o pior personagem, inúmeras pessoas torciam com seu entrelaçamento amoroso com Gilbert. Extraindo o livre arbítrio dela inúmeras vezes, assassinando o irmão e a amiga da mesma, usando várias vezes de seu poder sentimental por ela para persuadi-la, a série trata esse casal como um exemplo de vida, desenhando Damon Salvatore como o namorado que toda (o) menina (o) deveria ter.

Celeste e Perry (Big Little Lies)

Como já foi dito, Celeste e Perry, à primeira vista, parecem ser um casal apaixonado, com uma família linda, porém no decorrer da série vamos conhecendo mais desse relacionamento e percebendo que absolutamente nada nele é perfeito. Não é a toa que o nome da série signifique, em tradução livre, “Grandes Mentirinhas“.

Perry é um homem violento com sua esposa, e a série mostra isso de forma verdadeira e dolorosa para quem assiste. Além de abordar a violência doméstica, BLL foca na questão dos estereótipos. Perry, homem rico, bonito, branco e que demonstra ser um homem exemplar fica acima de todas as suspeitas em situações assim.

Arlequina e Coringa (Esquadrão Suicida)

Muitos fãs de quadrinhos conhecem esses personagens, porém foi a partir do filme (Esquadrão Suicida) que esse casal ganhou um conhecimento muito maior pelo público.

Trazendo um tipo de relacionamento onde a personagem aceita e faz de tudo pelo o outro, acreditando ser algo natural e uma forma de conquistar o amor. Coringa, em inúmeras ocasiões, nos quadrinhos e no filme, é um homem violento, colocando-a em situações de risco e se aproveitando do sentimento que a jovem nutre por ele.

Margot Robbie, atriz que interpretou Arlequina, disse que vários fãs acham maravilhoso que a personagem seja tão devota ao Coringa, todavia não é o pensamento que a atriz compartilha, ela já declarou em uma entrevista que não entende como uma personagem tão forte pode se submeter a um relacionamento assim.

Jessica Jones e Killgrave (Jessica Jones)

Em Jessica Jones, Killgrave é um homem abusivo, cujo superpoder é o controle mental usado em várias mulheres para abusar de forma física e mental. Jessica passa por momentos difíceis para conseguir superar os traumas causados pelo vilão que continua em sua cola, tentando obrigá-la a ficar com ele com a desculpa de que seria o melhor para ela.

É claro que não é difícil identificar isso na vida real, apesar de não serem dotadas com os poderes de Killgrave, a chantagem e lábia muitas vezes são os artifícios que pessoas abusivas usam para conseguir o que querem.

Blair e Chuck (Gossip Girl)

Para quem acompanhou Gossip Girl, Chair era o casal mais querido da grande maioria do público, uma vez que a série normalizou o quanto esse relacionamento foi abusivo até a última temporada.

Para começar, Chuck Bass pode ser considerado um dos piores personagens de todos os tempos. Além de cometer bullying, sentir-se superior apenas por questões financeiras, tentou estuprar duas personagens da série, Serena e Jenny, e é um dos piores namorados. Troca sua namorada por um hotel, o tempo todo cria empecilhos para não permanecerem juntos e acaba por se relacionar com outras garotas, apesar de que Blair também, em várias vezes, é manipuladora no namoro dos dois e extremamente orgulhosa.

É de suma importância a discussão de assuntos com essa temática, onde a maioria das vítimas, tanto da ficção quanto em nosso mundo real, não conseguem enxergar o tipo de relacionamento que estão vivendo.

Uma relação abusiva não é apenas aquela onde existe violência física, mas principalmente a psicológica. Se o seu (sua) parceiro (a) te manipula, fazendo com que você se sinta inferior, te põe sempre em posição errada da situação, mente diversas vezes e sempre diz que se arrepende mas continua no erro, além de te afastar dos outros, preste atenção aos sinais.

Se afaste.

Etiquetas

PROPAGANDA
PROPAGANDA